Parque Nacional Tayrona

Tayrona National Park

Olá amigos da internets! Como vão vocês? Eu vou bem e tentarei colocar os posts em dia o/

No outro post eu contei um pouco como foi meu primeiro contato com o Caribe colombiano e nessa estadia em Taganga eu tirei 2 dias e 1 noite para conhecer o Parque Nacional Tayrona.

Tayrona National Park

Tayrona National Park

Como tenho muita bagagem e não precisava de tudo no passeio, deixei a cargueira no hostel em Taganga e fui só com algumas trocas de roupas, toalha de banho,  gadgets e necessaire de higiene pessoal na mochila de ataque. Tudo pronto, peguei uma das vans que passam o tempo todo pelas ruas de chão batido e fui para o centro de Santa Marta, de onde saem os ônibus para o Tayrona na frente do mercado municipal. Aproveitei a localização para comprar algumas frutas e snacks, pois como o parque é muito afastado de qualquer civilização não teria nada pra comprar além das comidas que se vende lá dentro e é uma facada.

Ônibus que sai de Santa Marta sentido Tayrona

Ônibus que sai de Santa Marta sentido Tayrona

O ônibus é no bom estilo colombiano, todo colorido, cheio de decoração, o “cobrador” fica na porta gritando para todo mundo na rua e parando o tempo todo pras pessoas subirem, tinha de tudo lá, até indígenas transportando saco de alguma colheita e galinhas, sério. Paguei 7.000 COP pelos 35km para ir de Sta. Marta até a entrada do parque.

Chegando no parque, temos que pagar 38.000 COP pelo ticket (vale frisar que se tiver a carteirinha internacional de estudante, tem um bom desconto) e depois mais 2.000 COP por uma van que percorre 5km de estrada até o começo das trilhas. Ao descer da van no começo das trilhas logo tem um estábulo para quem quiser percorrer a mesma em cavalos ou apenas levar as mochilas.

No meio da trilha para a primeira praia

No meio da trilha para a primeira praia

São 3km de trilha para chegar até a primeira praia, a Playa Arrecifes. Antes mesmo de começar a descida até a dita cuja, temos essa linda visão em cima do morro (não estou falando de mim :P):

Playa Arrecifes vista de cima do morro

Playa Arrecifes vista de cima do morro

Infelizmente essa não é uma praia propicia para banho, o mar é muito agitado. Tem até uma placa assustando alertando.

Nessa praia se afogaram mais de 200 pessoas, não seja parte da estatística.

Nessa praia se afogaram mais de 200 pessoas, não seja parte da estatística.

Praia de Arrecifes, simplesmente linda com uma areia limpíssima e fofa (ui)

Praia de Arrecifes, simplesmente linda com uma areia limpíssima e fofa (ui)

E como se não bastasse, na mesma praia de Arrecifes tem um outro aviso na parte de trás: JACARÉS! Dafuck?!

Não chegue perto da borda, presença de fucking jacarés, cumpadi Uóxiton ordinááária!

Não chegue perto da borda, presença de fucking jacarés, cumpadi Uóxiton ordinááária!

Bom, como não iria poder ficar nessa praia, pois além de ser linda, não tem nenhum tipo de atrativo, segui meu caminho rumo a La Piscina e depois em Cabo San Juan, que é onde eu fiquei a maior parte do tempo e dormi.

Tomei mais uma trilha de mais ou menos 2km e encontrei 2 crianças indígenas brincando no meio do mato.

Indígenas brincando de jogar coco um no outro. Brincadeira super saudável #sqn

Indígenas brincando de jogar coco um no outro. Brincadeira super saudável #sqn

Uma parada legal foi durante a trilha ter placas avisando o quanto que já percorremos até a próxima praia.

Quantia do caminho percorrido

Quantia do caminho percorrido

O Parque Tayrona é enorme, são 150 km² entre praias paradisíacas, mata fechada, tribo indígena, sítios arqueológicos e muito mais, infelizmente com apenas 2 dias eu tive tempo apenas de conhecer algumas praias e fazer trekking em algumas trilhas.

Mapa turístico do parque

Mapa turístico do parque

E então depois de muita caminhada, chego no meu destino principal, a praia de Cabo San Juan, que é onde tem o segundo camping principal e tem as famosas hamacas, redes para dormir. Se liga lá em cima daquele morro, foi lá que eu passei a noite.

 

Cabo San Juan

Cabo San Juan

Merecida cerveja para relaxar

Merecida cerveja para relaxar

Passei o dia nesse lugar feio de águas azuis esverdeadas apenas fazendo bosta nenhuma 😀

Praia de Cabo San Juan vista da cabana onde dormi

Praia de Cabo San Juan vista da cabana onde dormi

No final do dia após uma janta firmeza a base de peixe frito com molho de camarão, que servem no restaurante da praia, fui para minha “cama” descansar um pouco.

Vista do meu ~quarto~

Vista do meu ~quarto~

Falando no meu quarto, deixe-me vos apresentar minha suite presidencial de luxo:

Suíte presidencial

Suíte presidencial

Depois de um dia inteiro de calor extremo, de noite faz um frio absurdo, acredite se quiser. É uma ventania muito forte que fazia as redes balançarem bastante. O que ajuda a dormir foi a música que as águas do mar fazem ao baterem nas rochas bem abaixo da gente.

Cara amigável ao acordar as 6 da manhã

Cara amigável ao acordar as 6 da manhã

No dia seguinte foi a mesma coisa do anterior, apenas relaxando na praia. As 4pm foi hora de dar tchau e partir de volta pra Taganga, porém para ir embora eu fui de barco (45.000 COP). O que eu poupei de trilha, foi o sacrifício do mar agitado caribenho do final de tarde. Sério, o negócio pulava mais que boi tomando esporada em rodeio depois de 8 segundos, sem contar o banho que tomamos com a água que era jorrada pro lado dentro. Mas mesmo assim foi uma experiência incrível, fomos beirando a costa e em quase toda sua extensão era formada por imensas rochas e montanhas, parecia coisa de filme. Infelizmente não tirei nenhuma foto desse momento por causa da quantidade de água que entrava no barco e pelos pulos.

Indo embora de barco

Indo embora de barco

O Parque Nacional Tayrona foi incrível, um dos lugares mais lindos que já tive o privilégio de conhecer na vida. Se você um dia for, tire pelo menos uns 4 dias para poder conhecer um pouco mais do que essa maravilha tem a oferecer.

Hasta luego chicos!

                     

About author View all posts Author website

Daniel Vieira

4 CommentsLeave a comment

  • Meu Deus!!!!! Que vontade de largar tudo e viver num paraíso desse!!!!!! Ta certinho de viajar por aí, filho! Tem mais é que fazer isso mesmo!

  • Boa tarde! Vou p Colômbia no final do ano e gostaria de saber onde fica este mercado municipal para que eu possa reservar um hotel próximo a ele. Gracias!

    • Shirley, eu não saberia te informar exatamente onde fica o mercado, mas é super fácil de chegar lá. Em qualquer lugar que você estiver da cidade passa ônibus indo pra lá.
      Para se hospedar, eu sugiro ficar em Taganga, uma vila de pescadores próximo de Santa Marta bem tranquila e com praias lindas.
      Abraços

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.